Veja como a valorização do dólar no agronegócio afeta o cenário econômico nacional.

 

Embora tenha atingido seus máximos desde a eleição de Donald Trump, o dólar dos EUA permanece forte em relação à maioria das outras moedas mundiais. Pelo menos no cenário americano, o dólar forte torna o custo de muitos bens importados menos caro para os consumidores e empresas. 

 

E o agronegócio no Brasil? Como é afetado com a valorização do dólar?

 

É exatamente isso que você vai descobrir no artigo de hoje. Confira!

O IMPACTO DO DÓLAR NO CENÁRIO NACIONAL

Com tudo igual, a força do dólar pode se tornar um estímulo para nossas exportações agrícolas, uma vez que grande parte do que é produzido no Brasil é direcionado exclusivamente para esse fim. 

 

Mais do que nunca, a valorização do dólar no agronegócio é um fator para determinar quanto de nosso rendimento agrícola é exportado. Na verdade, isso ocorre em escala global, uma vez que a força da moeda americana é vista por alguns como um incentivo para o aumento da produção agrícola mundial.

POR QUE O DÓLAR ALTO ESTIMULA AS EXPORTAÇÕES AGRÍCOLAS?

Quando pensamos no longo prazo, podemos dizer que os preços dos produtos agrícolas tem como base as forças fundamentais da economia, conhecidas como oferta e demanda. Também podemos incluir nessa conta o clima, o crescimento populacional e até mesmo a variação cambial como alguns fatores extras que fazem parte da equação.